Pastor é preso suspeito de crimes sexuais contra menina de 12 anos em Campos Novos - Radio Tropical FM 99.1
(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
Celular SMS / WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais
Concorra a prêmios! Seja o primeiro
a saber dos sorteios e promoções.

Campos Novos Pastor é preso suspeito de crimes sexuais contra menina de 12 anos em Campos Novos

Pastor é preso suspeito de crimes sexuais contra menina de 12 anos em Campos Novos

Para cometer o crime, ele convenceu garota de que estava enfeitiçada e, para quebrar o feitiço, deveria ter relações sexuais com "um homem de Deus".

Na tarde desta quinta-feira (05), a Polícia Civil de Campos Novos cumpriu mandado de prisão em desfavor de um pastor em razão da prática de crimes sexuais cometidos contra a liberdade sexual de adolescentes em Campos Novos.

Segundo o Delegado Luis Eduardo Machado Córdova, responsável pelo caso, foi apurado que, em meados de 2016, uma adolescente, à época com 12 anos, começou a frequentar a igreja da qual o pastor é líder. Valendo-se dessa condição, ao conhecer a menina, o pastor disse-lhe que em breve Deus iria lhe dar uma missão e que ela deveria cumpri-la. Dias após esse fato, a vítima recebeu mensagem em seu celular dizendo que havia um feitiço em sua vida, e que a única forma de quebrar esse feitiço seria fazendo amor por 07 (sete) vezes com um homem de muita fé e que fosse casado.

Diante da mensagem, a menina imediatamente procurou o pastor em busca de orientação, foi quando o pastor levou a efeito a prática de atos sexuais contra a adolescente.

Já em março de 2017, foi apurado que o pastor habilitou um número de telefone celular em nome de uma fiel que frequenta sua igreja e, valendo-se desse terminal telefônico, encaminhou mensagem para duas frequentadoras de sua igreja, com idade de 15 (quinze) e 16 (dezesseis) anos.

Nessa mensagem, a qual consta no Inquérito, o pastor se passava por um rapaz que dizia ter estudado com as vítimas e que seu pai era feiticeiro e havia feito um feitiço para destruir a vida das jovens. Como única maneira de desfazer o feitiço, a mensagem dizia que as vítimas deveriam fazer amor por 07 (sete) vezes com um grande homem de Deus, abençoado e casado, mas que ninguém poderia saber disso, caso contrário as meninas poderiam até morrer. A mensagem ainda assegurava que o referido “rapaz” estava alertando as meninas sobre aquilo, pois não queria que nada de ruim acontecesse com elas.

Em razão da mensagem recebida, poucas horas depois as vítimas procuraram o pastor em busca de orientação, encaminhando a ele a mensagem que haviam recebido. Foi assim que valendo-se da sua condição de líder e autoridade no meio em que convive, deu início a uma séria de conversas com as adolescentes visando manter relação sexual com elas.

As mensagens obtidas pela Polícia Civil revelam que o pastor dizia às vítimas que, de fato, obedecer à mensagem seria a única maneira de “vencer o mal” e que ele estava à disposição para o que fosse preciso. Em trechos das conversas o pastor chega a falar que inclusive já havia sonhado que isso ia ocorrer, dizendo em outras passagens que aquilo era uma ordem de Deus e ele não tinha escolha, deveriam cumpri-la.

O Inquérito Policial referente ao caso já foi finalizado e inclusive já houve o oferecimento de denúncia pelo Ministério Público em face do pastor. Após a prisão, ele foi encaminhado ao Presídio de Campos Novos, local em que ficará à disposição da Justiça.

Veja as mais acessadas