Polícia diz que não houve crime ambiental em pescaria realizada no Rio do Peixe em Tangará - Radio Tropical FM 99.1
(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais

Tangará Polícia diz que não houve crime ambiental em pescaria realizada no Rio do Peixe em Tangará

Polícia diz que não houve crime ambiental em pescaria realizada no Rio do Peixe em Tangará

Fotos que foram publicadas nas redes sociais na semana que passou por pescadores, ostentando o resultado de uma pescaria realizada no Rio do Peixe em Tangará, geram revolta e indignação na comunidade.

Nas imagens um pescador aparece junto a um bote de madeira lotado de carpas de vários tamanhos.

A cena gerou muitos comentários e críticas e pedido de providências em razão da suspeita de crime ambiental.

A Polícia Militar Ambiental, com sede em Herval d’Oeste, tomou conhecimento do caso ainda na semana passada e iniciou uma investigação.

O sub-tenente Nereu Lins disse que foram realizadas diligências e os pescadores identificados. A espécie pescada, Carpa, é exótica, criada em cativeiro e não nativa do Rio do Peixe, não existindo limite em lei quanto ao quantitativo que pode ser retirado do rio. 

“Se fossem peixes nativos, e dependendo da época, ai sim teria um controle” explicou ele. 

Já os pescadores, de acordo com o sub-tenente, eles estavam legalizados com carteira de pescador profissional, que permite a captura de peixe por redes e outros apetrechos.

 

 

Veja as mais acessadas