Queiroga anuncia antecipação de 15,5 milhões doses da Pfizer até junho - Radio Tropical FM 99.1
(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais

Brasil Queiroga anuncia antecipação de 15,5 milhões doses da Pfizer até junho

Queiroga anuncia antecipação de 15,5 milhões doses da Pfizer até junho

O anúncio foi realizado em entrevista coletiva após a segunda reunião do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19

Em entrevista coletiva após a segunda reunião do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19, nesta quarta-feira (14), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou que será antecipada a entrega de 15,5 milhões de doses da vacina da Pfizer até junho.
 
“Nós conseguimos antecipar do calendário anteriormente previsto, das 100 milhões de doses, 2 milhões de doses da vacina da Pfizer que vai fortalecer o nosso calendário de vacinação”, afirmou. O ministro destacou que a antecipação foi fruto de ação direta do presidente da República, Jair Bolsonaro, com o principal executivo da farmacêutica.
 
Foram anunciadas ainda novas medidas para ampliar a oferta de insumos estratégicos, como kits de intubação, medicamentos e oxigênio. Segundo o ministro, foi realizada uma compra direta que deve fortalecer o estoque regulador nos próximos dez dias. “O governo tem acompanhado a distribuição desses fármacos em suporte às secretarias estaduais e municipais de saúde”, disse Queiroga. 

Comitê debate novas medidas de enfrentamento à Covid-19

Senado cria CPI da Covid
 
Também participaram da reunião e do pronunciamento o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), o deputado federal Dr. Luizinho (PP-RJ) e a enfermeira Francieli Fantinato, que foi anunciada por Queiroga como secretária extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 do Ministério da Saúde. Até então ela era coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde.
 
Na reunião foram debatidas também propostas de programas para geração de emprego e de apoio a crianças que perderam os pais para a Covid-19.

Comitê estratégico

O comitê criado em março deste ano, servirá de instância para debates entre os poderes da República e os Estados para articulação de medidas de combate à pandemia no Brasil. Os envolvidos também deverão apresentar soluções aos problemas relacionados a questões econômicas, fiscais, sociais e de saúde decorrentes da pandemia. A iniciativa visa, sobretudo, demonstrar a união entre os poderes no enfrentamento da crise sanitária.  



Fonte: Brasil 61

Veja as mais acessadas