Secretaria Estadual da Agricultura monitora impactos da cigarrinha-do-milho nas lavouras de Santa Catarina - Radio Tropical FM 99.1
(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais

Santa Catarina Secretaria Estadual da Agricultura monitora impactos da cigarrinha-do-milho nas lavouras de Santa Catarina

Secretaria Estadual da Agricultura monitora impactos da cigarrinha-do-milho nas lavouras de Santa Catarina

A cigarrinha-do-milho tem causado estragos nas lavouras de Santa Catarina. As estimativas apontam para uma quebra de 20% na produção esperada de milho, fechando em 2,07 milhões de toneladas.

A Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural trabalha em conjunto com a iniciativa privada, universidades e suas empresas vinculadas para buscar soluções que minimizem as perdas e evitem o mesmo problema na próxima safra.

Os produtores que tiveram prejuízos devido ao ataque da cigarrinha podem buscar a Cidasc e a Epagri para apoio na elaboração dos laudos de renegociação de parcelas de financiamentos junto aos bancos. J

Na última safra de milho de Santa Catarina sofreu com dois fenômenos inesperados: a estiagem e a cigarrinha-do-milho. O estado, que esperava colher 2 milhões e 900 mil toneladas, terá uma redução de 20% na produção esperada.

Segundo o Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), os produtores catarinenses deixarão de colher mais de 800 mil toneladas de milho, principalmente nas regiões de Chapecó e São Miguel do Oeste.

Veja as mais acessadas