Chapecó tem 464 casos de covid-19 e se torna a cidade com mais infectados em SC - Radio Tropical FM 99.1
(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais

Chapecó Chapecó tem 464 casos de covid-19 e se torna a cidade com mais infectados em SC

Chapecó tem 464 casos de covid-19 e se torna a cidade com mais infectados em SC
A Prefeitura de Chapecó atualizou os números diários do Covid-19 nesta sexta-feira (15) e, com 464 casos confirmados, a Capital do Oeste ultrapassou os números da capital do Estado e é a cidade com maior número de infectados em Santa Catarina.

Em seguida na lista aparece Florianópolis com 456, Blumenau com 451, Concórdia com 329, Joinville com 291 e Criciúma com 251, segundo dados atualizados de cada município. De acordo com números do Governo do Estado desta quinta-feira (14), há 4.332 casos confirmados em 163 municípios de Santa Catarina, com 78 óbitos em 40 cidades catarinenses.

No Brasil, os confirmados, segundo Ministério da Saúde, são 202.918 casos confirmados e 13.993 mortes. No mundo, de acordo com a Universidade Johns Hopkins, são 4.444.670 casos confirmados e 302.493 mortos.
 
PLANO DE CONTINGÊNCIA
Ainda nesta quinta-feira (14), a Prefeitura de Chapecó publicou documento de 600 páginas com todos os atos, medidas, o cenário atual e as ações futuras, conforme avançar ou não a incidência de casos de coronavírus no maior município do Oeste do Estado.

Com o considerável aumento no número de casos, aliado à suspensão do transporte coletivo, com impacto direto no deslocamento das pessoas, inclusive para o atendimento médico, identificou-se a necessidade de abertura de um ambulatório de campanha anexo ao Pronto Atendimento da Efapi, que já está funcionando 24h por dia.

De acordo com o documento, o cenário de tomada de decisões será avaliado a partir de três critérios: número de pessoas contaminadas, número de óbitos e índice de ocupação dos leitos hospitalares. Este é o mais importante para identificar um agravamento dos casos e uma possibilidade, futura, de colapso do sistema de saúde.
 
Chapecó considera três cenários para adotar regras mais rígidas:
-50% de ocupação de leitos hospitalares destinados ao Covid-19 e, ao mesmo tempo, a curva de casos e de óbitos seja ascendente, será determinado o fechamento de bares e similares e, outras atividades de lazer que por ventura estejam em funcionamento;
-60% de ocupação de leitos hospitalares destinados ao Covid-19 e, ao mesmo tempo, a curva de casos e de óbitos seja ascendente, será determinado o fechamento de todos os serviços não essenciais.
-80% de ocupação de leitos hospitalares destinados ao Covid-19 e, ao mesmo tempo, a curva de casos e de óbitos seja ascendente, será determinado lockdown, inclusive com todas as entradas do perímetro bloqueadas por profissionais de segurança e ninguém deve ter permissão de entrar ou sair sem justificativa plausível.

Chapecó possui Plano Estratégico Hospitalar para atuação no combate ao coronavírus com a possibilidade de se alcançar até 71 leitos de UTI no Hospital Regional do Oeste, além dos leitos disponíveis no Hospital da Unimed.

 

Fonte: WH3

Veja as mais acessadas