Entrega de produtos agrícolas em domicílio é alternativa segura para produtores e consumidores - Radio Tropical FM 99.1
(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais

Oeste Catarinense Entrega de produtos agrícolas em domicílio é alternativa segura para produtores e consumidores

Entrega de produtos agrícolas em domicílio é alternativa segura para produtores e consumidores

Considerada atividade essencial, a entrega de alimentos em domicílio é uma das modalidades permitidas pelos decretos do Governo de Santa Catarina que estabeleceram o isolamento social como condição para frear a disseminação do novo coronavírus no Estado. Preocupados em manter seus clientes abastecidos neste período, muitos agricultores optaram por iniciar ou incrementar esse serviço no período de quarentena.

 

As experiências se multiplicam pelo território catarinense e provam que crises podem abrir oportunidades interessantes. Para muitos agricultores que entregavam alimentos para merenda escolar, as entregas têm sido a alternativa para escoar a produção e evitar prejuízos. O mesmo ocorre com aqueles que comercializavam seus produtos em feiras livres que, por enquanto, estão suspensas em alguns municípios. Há os casos de produtores que já faziam delivery e viram essa modalidade crescer nos últimos dias.

 

Em todos os casos, a Epagri segue dando suporte para que a agricultura familiar não pare nesse momento tão delicado. Todas a entregas são feitas com os cuidados recomendados para evitar a proliferação do novo coronavírus. Veja e contacte quem está entregando na sua região, garantindo alimentação saudável para sua família e renda aos agricultores locais. A hora é de fortalecer a economia local.

 
Alimentos sem agrotóxicos são entregues em Vargeão, Ponte Serrada, Xanxerê e Faxinal dos Guedes (Foto: Divulgação)

Alimentos sem agrotóxicos em Vargeão, Ponte Serrada, Xanxerê e Faxinal dos Guedes

 

No Oeste, o Produtos Gosto Familiar, empreendimento da família Pagliari, apostou há um ano em chás da tarde para atrair fregueses a sua propriedade, que está na transição para a agricultura orgânica e deve ser certificada nessa produção até o final do ano. No primeiro evento, promovido em março de 2019, uma extensionista da Epagri explicou o que é agricultura orgânica e as clientes experimentaram os produtos. A estratégia provou-se eficiente: o número de clientes cadastradas para entregas em domicílio saltou de 15 para 70. Hoje, após outros chás na tarde e contando com a divulgação boca a boca, a Produtos Gosto Familiar tem 200 fregueses de entregas, a grande maioria faz pedidos toda semana.

 

Vanderlei Carlos Pagliari conta com empolgação essa história de sucesso, que deu uma estacionada com a crise da pandemia, uma vez que os chás marcados para essa época precisaram ser cancelado, para segurança de todos.

 

O pai da família conta que as entregas, feitas em Ponte Serrada e Vargeão em maior escala, agora começam a ser estendidas para Xanxerê a Faxinal do Guedes, graças ao mais recente chá, voltado para clientes desses municípios. "Está ficando difícil aumentar a entregas, a produção não abrange, a procura é muito grande, uma coisa que deu certo mesmo", comemora Vanderlei, ressaltando que depois que decidiu pela busca da certificação orgânica, a procura só cresceu. 

 

Apesar de estar no limite da sua capacidade de entregas, a Gosto Familiar vai continuar recebendo clientes para os chás da tarde, que pretendem fazer duas vezes por ano. "É  um gesto de confiança para com as freguesas", resume Vanderlei.

 

O empreendimento da família Pagliari entrega, no local que o freguês escolher, uma grande variedade de produtos, entre eles mandioca descascada, batata-doce, morango, alface, tempero, feijão de diversos tipos, chimia, doces, açúcar mascavo e queijo. A produção é toda da propriedade para garantir a qualidade. "Como temos essa parceria com os fregueses, que é à base de confiança, não tem como eu responder por produtos de terceiros", sentencia o agricultor.

 
 
Fonte: Oeste Mais

Veja as mais acessadas