Pesquisadores da USP criam ventilador pulmonar para emergências feito em duas horas - Radio Tropical FM 99.1
(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais

Brasil Pesquisadores da USP criam ventilador pulmonar para emergências feito em duas horas

Pesquisadores da USP criam ventilador pulmonar para emergências feito em duas horas

Engenheiros da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) desenvolveram um ventilador pulmonar para uso em emergências, que pode ser produzido em até duas horas e é 15 vezes mais barato dos que os aparelhos disponíveis no mercado.

No dia 20 de março, um grupo de grupo de aproximadamente 40 pessoas, entre engenheiros biomédicos, mecânicos, mecatrônicos, eletrônicos e de produção, estudantes e representantes da iniciativa privada, se articulou no desenvolvimento do respirador, batizado de "Inspire", para suprir uma possível demanda do equipamento hospitalar durante a pandemia do coronavírus.

 A proposta do grupo era a criação de um ventilador pulmonar de baixo custo, com tecnologia e componentes nacionais. O resultado é um equipamento produzido com mais rapidez e menor custo.

 “Buscamos montar um equipamento que pudesse utilizar ao máximo componentes que já existem no mercado brasileiro, não dependendo muito de importação, e que pudéssemos acionar os fabricantes para aumentar sua produção”, explicou o professor Raul González Lima, especialista em Engenharia Biomédica e um dos coordenadores do projeto.

 O tempo total de fabricação é inferior a duas horas e o custo estimado do aparelho será R$ 1 mil, o ventilador mais barato no mercado custa R$ 15 mil, de acordo com a USP. “Nós gostaríamos que a indústria nacional se desenvolvesse e exportasse as tecnologias que possuem para muitos países”, continuou o pesquisador.

 O protótipo está pronto e agora está sendo testado e produzido no laboratório. A expectativa é a de que eles estejam disponíveis para os hospitais em meados de abril, quando deve ocorrer o pico de casos de coronavírus no estado de São Paulo.

 O ventilador pulmonar desenvolvido pela Poli-USP é mecânico, para ser utilizado em emergências, pois a equipe considerou uma eventual falta de linhas de ar comprimido nos leitos de hospital, o que tornaria necessário o bombeamento de ar para o paciente.

 

Com informações do G1

Veja as mais acessadas