Petrobras reduzirá preços da gasolina e do diesel nas refinarias - Radio Tropical FM 99.1
(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais

Brasil Petrobras reduzirá preços da gasolina e do diesel nas refinarias

Petrobras reduzirá preços da gasolina e do diesel nas refinarias

A Petrobras decidiu reduzir o preço da gasolina e do diesel nas refinarias. O corte no preço é de 3% e passará a valer já nesta terça-feira (14). Varia de cinco a sete centavos, dependendo do combustível. A gasolina não sofria um reajuste desde 1º de dezembro. Já o diesel, essencial em um país dependente de transporte rodoviário, tinha a cotação estável desde 21 de dezembro.

Apesar da tensão no Oriente Médio ter elevado o preço do petróleo no mercado internacional, a cotação começou a cair. E a coluna vinha alertando que, mesmo com a alta do “ouro negro”, havia espaço para redução no preço dos combustíveis. A gasolina nas refinarias brasileiras, por exemplo, estava 8% acima do exterior, alertava o economista da gestora de fundos Quantitas, João Fernandes, que monitora o que possa impactar nas ações da Petrobras.

— Não dá pra descartar que caia de novo, mas a estatal já manteve o preço estável em vários momentos enquanto a diferença ficava em 5% ou menos. Como vai ficar perto desse patamar, é possível que os valores sigam parados por algum tempo ainda, na ausência de movimentos adicionais no petróleo e do dólar, claro — analisa Fernandes.

Sem considerar a diferença cobrada no Brasil em relação ao exterior, o presidente Jair Bolsonaro chegou a dizer que o bombardeio em Bagdá teria impacto nos combustíveis. Na noite daquele dia mesmo, em resposta às especulações sobre o impacto da alta do petróleo nos combustíveis, a Petrobras divulgou um comunicado sinalizando que não haveria reajustes imediatos. Na nota enviada ao mercado, afirmou que seguiria acompanhando a situação e que decidiria “oportunamente” sobre preços. A empresa reforçou ainda que, “de acordo com suas práticas de precificação vigentes”, não há periodicidade pré-definida para reajustes dos valores dos combustíveis nas refinarias.   

Vazou antes

Ao contrário do que normalmente ocorre, a informação de ajuste nos preços vazou antes de a Petrobras informar ao mercado. Como empresa de capital aberto, surpreendeu alguns investidores que monitoram de perto a estatal. Entre eles, o sócio da RJI Gestão de Investimentos Rafael Weber, que projeta o impacto da redução de preços nas ações da companhia na bolsa de valores, a B3: 

—  Impacto neutro para negativo. Apesar de pequeno, ficamos surpresos com a forma que a informação surgiu e o ambiente lá fora ainda com petróleo acima de US$ 65 e dólar retornando a ser negociado acima de R$ 4,10. 


Informações Gaúcha/ZH

Veja as mais acessadas