Criança morre por meningite em Água Doce - Radio Tropical FM 99.1
(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
Celular SMS / WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais

Água Doce Criança morre por meningite em Água Doce

Criança morre por meningite em Água Doce

Duas crianças morreram nos dias 14 e 15 de agosto de 2019. O caso mobilizou a regional de saúde por conta da suspeita de casos de meningite.

A administração municipal de Água Doce emitiu nesta semana uma nota de esclarecimento confirmando os óbitos, no entanto, apenas um dos casos foi confirmado como meningite bacteriana.

A secretaria de saúde também esclareceu que foram adotadas todas as providências cabíveis em relação à prevenção das meningites em geral e doença meningocócica do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina.

Foi realizado o monitoramento e também prestadas orientações, e conforme protocolo, realizadas ações de controle em relação às pessoas que tinham contato próximo coma s crianças.

O Centro de Educação Infantil (CEI) Estrelinha Azul, também passou por desinfecção total do espaço interno e externo.

Ainda de acordo com a administração municipal, o caso de óbito confirmado continua sendo acompanhado pela Vigilância Epidemiológica do Estado de Santa Catarina e pela Vigilância Epidemiológica Municipal.

A secretaria de saúde também orienta sobre os sintomas da meningite, que são dores de cabeça intensas, febre, manchas vermelhas, vômito e rigidez na nuca.

A Meningite é uma inflamação das meninges, membranas que protegem o cérebro e a medula espinhal. Ela pode ser causada por vírus, fungos, bactérias, protozoários e também por agentes não infecciosos.

As meningites causadas por bactérias são muito graves e, se não forem tratadas a tempo, podem deixar sequelas graves e até levar à morte.

TRANSMISSÃO

Em geral a transmissão acontece pelo contato de pessoa a pessoa, por meio de secreções nasofaringe e contato próximo prolongado. É importante ressaltar que o compartilhamento de objetos pessoais, encontros casuais, convivência por curto período de tempo não configuram fatores de risco para a transmissão da Meningite.

COMO PREVENIR A MENINGITE

– Mantenha a Carteira de Vacinação das crianças e adultos em dia.

– Mantenha todos os ambientes bem ventilados e, se possível, ensolarados, principalmente: salas de aula, quartos, locais de trabalho e transporte coletivo.

– Lave as mãos frequentemente com água e sabão.

– Evite transitar com crianças em ambientes fechados e mal ventilados.

– Em crianças menores de 1 ano, deve-se observar a presença de choro, irritabilidade e recusa de alimentos.

– Quanto mais cedo a doença for diagnosticada e tratada, maior a chance de cura, evitando complicações.

Em caso de presença de alguns destes sintomas, como dores de cabeça, febre, rigidez na nuca, vômito e manchas vermelhas na pele, procure imediatamente uma unidade de saúde ou o hospital.

Veja as mais acessadas