Vereadores jogam mamadeira um contra o outro na Câmara de Campos de Novos - Radio Tropical FM 99.1
(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
Celular SMS / WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais

Campos Novos Vereadores jogam mamadeira um contra o outro na Câmara de Campos de Novos

Vereadores jogam mamadeira um contra o outro na Câmara de Campos de Novos

A sessão ordinária de terça-feira na Câmara de Vereadores de Campos Novos, no Meio-Oeste do Estado, foi marcada por um fato inusitado: uma agressão com uma mamadeira. A ação acabou gerando um bate-boca entre dois dos parlamentares que estavam no plenário. 

A confusão teria começado por conta de uma crítica a fala do ex-vice prefeito da cidade e ex-secretário regional, Jairo José Luft (PMDB), em uma rádio local, sobre uma obra da rede de abastecimento de água da Unidade Prisional Avançada de Campos Novos. 

Por conta disso, o vereador Irineu Armando Osório Junior, o Piratuba, do PP, levou uma mamadeira ao púlpito e, durante o pronunciamento, colocou o objeto sobre a mesa diretora em frente ao vereador Dirceu José Kaiper (PMDB). Visivelmente irritado com a atitude, Kaiper pega a mamadeira e joga de volta para Piratuba, que segura e arremessa o objeto contra o colega. 

Veja o vídeo no final da matéria.

Os dois, então, começam a discutir enquanto o presidente a Casa, Darcy Rodrigo Pedroso (PMDB), pede que os dois parlamentares se retirem do local. No vídeo é possível ouvir Piratuba falando sobre algo ser verdade e que ele confia como o colega "confia no seu Jairo José Luft, o mamador". É possível ouvir risadas no fundo e o restante do diálogo, falado fora do microfone, fica incompreensível. 

Por telefone, o vereador Piratuba explicou o por quê de ter levado uma mamadeira ao plenário e esclareceu que a crítica não tinha relação com o colega de plenário, mas sim com o ex-secretário. 

— Eu tinha conhecimento da obra, sobre o que aconteceu ali, e que essa instalação era com R$ 100 mil do Estado e R$ 92 mil da Samae, um órgão do município. E aí, o Jairo José, que foi por duas vezes vice-prefeito do município e era secretário regional, se queimou falando que a obra era dele e do prefeito. Na realidade o dinheiro é do Estado e o município, em contrapartida, ajudou. Levei a mamadeira e disse que o que o Jairo José fez pelo município foi somente mamar. Não fez nada, só mamou. Coloquei a mamadeira na tribuna do lado do colega, se queimou e jogou a mamadeira na minha pessoa. Eu, em legítima defesa, retruquei ele — explicou Piratuba. 

Segundo o vereador, ele e Kaiper ainda não se falaram após o episódio. A reportagem tentou contato pelo celular pessoal de Kaiper, mas o número está desligado. Em contato com o gabinete, a assessora do vereador afirmou que não acompanhou a sessão e que, naquele momento, não sabia esclarecer o que havia ocorrido. 

Veja as mais acessadas