Empresa catarinense, maior enlatadora de pescados da América Latina paralisa produção - Radio Tropical FM 99.1
(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais

Itajaí Empresa catarinense, maior enlatadora de pescados da América Latina paralisa produção

Empresa catarinense, maior enlatadora de pescados da América Latina paralisa produção

A maior fábrica enlatadora de pescados da América Latina suspendeu a produção de atum e sardinha em lata em Itajaí. Os motivos são a falta de peixes e problemas de importação na Gomes da Costa, como mostrou o Bom Dia Santa Catarina desta terça-feira (31). No fim desta semana deve ocorrer uma nova avaliação para decidir se o trabalho será retomado.

A empresa produz diariamente dois milhões de latas de sardinha e 500 mil latas de atum. Esta é a primeira vez que a Gomes da Costa paralisa as atividades em pelo menos 10 anos.

As fábricas de alimentos e de embalagens ficam em Itajaí. Na cidade catarinense, esta é a empresa que mais gera empregos, com dois mil empregados diretos.

A maior parte fica na fábrica que suspendeu as atividades desde sexta-feira (27). Mais de mil funcionários estão parados.

 

 Problemas na safra e importação

 A empresa diz que a sardinha teve uma baixa safra este ano. Geralmente, a taxa de importação do peixe era de 30%, mas neste ano passou para 95%. Este aumento prejudicou a reposição de estoque.

O atum também teve problemas na importação. Conforme a NSC TV, o governo passou a exigir documentos que não eram solicitados. Algumas cargas tiveram que voltar para o país de origem. Por isso, a empresa não está com peixe o suficiente para operar.

 

 Interdição

 Uma unidade que faz o bioprocessamento dos resíduos de peixe foi interditada pela Fundação do Meio Ambiente (Fatma) há cerca de 10 dias pelo mau cheiro.

A empresa diz que esta interdição também prejudicou os trabalhos, porque não tem o que fazer com os resíduos de peixe.

Veja as mais acessadas