Sete são presos em SC em operação contra falsificação de cheques e CNHs - Radio Tropical FM 99.1
(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
Celular SMS / WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais
Concorra a prêmios! Seja o primeiro
a saber dos sorteios e promoções.

Oeste Catarinense Sete são presos em SC em operação contra falsificação de cheques e CNHs

Sete são presos em SC em operação contra falsificação de cheques e CNHs

Mulher foi presa suspeita de centralizar pedidos a falsificador no PR.
Foram apreendidos cheques falsos e dinheiro na casa de suspeitos.

Sete pessoas foram presas suspeitas de integrar um esquema de falsificação de cheques, Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) e documentos de veículos na região de São Miguel do Oeste, no Oeste de Santa Catarina. As prisões foram feitas nesta quinta (16) e sexta-feira (17), conforme Divisão de Investigação Criminal (DIC).

As pessoas presas são suspeitas de comercializar e distribuir os documentos falsos. No total, foram cumpridos três mandados de prisão preventiva, quatro de prisão temporária, um de condução coercitiva e sete de busca e apreensão.

"Estamos apurando se há falsificação de cheques no estado ou só a distribuição. Queremos identificar a participação de cada um. Todos tinham ciência da origem ilícita dos cheques", explicou o delegado responsável pelo caso, Cléverson Luis Müller.

A polícia vai procurar as pessoas que compraram as CNHs falsas. Caso elas não se apresentem espontaneamente, poderão ter as prisões decretadas por participação na falsificação ou por uso de documento falso.

Mulher centralizava pedidos
Entre os presos está uma mulher de 46 anos suspeita de centralizar os pedidos a um falsificador do Paraná. “Após depósito bancário, os documentos eram remetidos para o endereço da mulher residente em São Miguel do Oeste", explicou. Em seguida, ela ficava responsável pela venda.

Na casa da mulher, os policiais encontraram um Certificado de Registro Veicular falsificado e dinheiro, de quantia não divulgada pela Polícia Civil.

Homens presos com armas
Dois homens foram presos por porte ilegal de arma e munição de uso restrito. Foram apreendidos dois revólveres e uma espingarda. Além disso, eles estavam com 14 cheques com dados inconsistentes de correntistas, de forma que não poderiam ser compensados, bem como contratos de financiamentos e celulares.

Investigações continuam
Os suspeitos também tiveram as contas bancárias bloqueadas. Os veículos usados e de propriedade deles foram identificados e terão restrição de comercialização, assim como imóveis. “As investigações prosseguem no sentido de identificar e localizar outros cheques falsificados distribuídos pelos criminosos", disse o delegado.

Ainda segundo Müller, os criminosos escolhiam a instituição bancária e a cidade para imprimir nos cheques falsos e a categoria da CHN.

“Orientamos que as pessoas já lesadas por cheques falsos/clonados, ou que tenham cheques duvidosos, que compareçam na Delegacia de Polícia da sua cidade para registro de ocorrência, pois os policiais civis possuem os dados das pessoas presas e podem informar se realmente os cheques foram distribuídos pela associação criminosa”, completou o delegado.

Galeria de Imagens

Veja as mais acessadas