Representantes do Hospital Maicé apresentam modelo de gestão hospitalar no Programa Café Tropical - Radio Tropical FM 99.1
(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
Celular SMS / WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais
Concorra a prêmios! Seja o primeiro
a saber dos sorteios e promoções.

Caçador Representantes do Hospital Maicé apresentam modelo de gestão hospitalar no Programa Café Tropical

Representantes do Hospital Maicé apresentam modelo de gestão hospitalar no Programa Café Tropical

O programa jornalístico Café Tropical apresentou, na manhã desta segunda-feira (15) o modelo de gestão implantado no Hospital Maicé, de Caçador, e que tem apresentado vários resultados positivos à comunidade.

 Participaram do programa o Presidente do Conselho Consultivo, Leonir Tesser, o representante da Associação Comercial e Industrial de Caçador (ACIC) e vice-presidente do Conselho Consultivo, Henrique Basso, o Diretor Superintendente do Hospital Sérgio Schmitz e o assessor de comunicação Denilson Araújo.

 Eles relataram a história do hospital que estava fechando as portas, quando iniciou a mobilização da comunidade para salvar o hospital.

 O empresário Henrique Basso explicou que a parceria começou no ano de 2013 quando as irmãs que administravam o hospital foram até o prefeitura, para entregar as chaves do hospital, que iria fechar devido ao prejuízo de mais de R$500 mil mensais.

 Foi então que o prefeito Gilberto Amaro Comazzetto procurou a Associação Comercial em busca de auxílio para evitar o fechamento do hospital, que é o único da cidade.

 Os empresários se uniram, com o apoio da comunidade criaram um Conselho Consultivo, que reuniu várias entidades do município, na busca de uma solução para o hospital.

 Entre os parceiros, desde a fundação do Conselho estão a ACIC, Associação Empresarial, CDL, Uniarp, OAB de Caçador, Associação de Micro e Pequenas empresas, Unimed, Mitra Diocesana, Corpo Clínico do Hospital Maicé, e entidades governamentais como secretaria de saúde, ADR e Câmara de Vereadores. Após a fundação do Conselho foi criada também uma Associação de Voluntárias.

 O presidente do Conselho Consultivo Leonir Tesser lembra que na mesma época em que começou esse projeto para salvar o hospital, ele ganhou de presente o livro “Acima de Tudo o Amor”, escrito por Henrique Prata e que fala sobre a trajetória do Hospital do Câncer, de Barretos.

 Inspirado pela história, presenteou todos os membros do Conselho Consultivo, para que conhecessem a história do Hospital de Barretos e que serviu de inspiração para a construção do projeto de revitalização do Hospital Maicé.

 Henrique Basso destaca que além de doações significativa de vários empresários e de diversas organizações da comunidade, o Conselho Consultivo teve preocupação com a busca de gestores, foi então que encontrou o atual diretor Sérgio Schmitz, que acumulava grande experiência administrativa dentro da secretaria de estado da saúde.

 Depois da mobilização da comunidade e muito trabalho, o hospital passou a atender com 134 leitos, dos quais 20 são de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

 Mensalmente são feitos cerca de 6 mil atendimentos, dos quais quase 90% são pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

 O Hospital já se tornou referência na área de ortopedia e agora conquistou também a referência em cardiologia, além de atender outras especialidades como é o caso da neurocirurgia.

 O diretor superintendente do hospital, Sérgio Schmitz destaca que além de gestão eficiente e bons profissionais, o engajamento da comunidade é que tem feito a diferença em Caçador, pois todos abraçaram a causa.

 Além do aumento no número de atendimentos e serviços disponibilizados, o hospital também anunciou hoje a aprovação do Curso de Medicina na Uniarp, que só é possível graças aos investimentos e estrutura do Hospital Maicê.

 O relatório dos trabalhos realizados desde 2013 no hospital estão detalhados na Revista Maicê lançada no ano passado, e que tem distribuição gratuita na região.

 

Veja as mais acessadas