(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
Celular SMS / WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais
Concorra a prêmios! Seja o primeiro
a saber dos sorteios e promoções.

Capinzal Corpo de Bombeiros orienta sobre prevenção a casos de afogamento

Corpo de Bombeiros orienta sobre prevenção a casos de afogamento

Há uma semana dois homens morreram afogados em Água Doce, aumentando a estatística desse tipo de incidente na região. 

O 2º Sargento do Corpo de Bombeiros Militar de Capinzal Christian Aurélio, auxiliou nas buscas às vítimas do afogamento registrado em Água Doce, e conversou com a Rádio Tropical sobre algumas orientações para esta época do ano.

 Ele destaca que o Corpo de Bombeiros Militar, através da Operação Veraneio trabalha com a prevenção de acidentes no litoral e também nas áreas de lazer aquático do interior do estado, desde orientações até a presença de guarda-vidas. 

No entanto, os dias mais quentes têm propiciado à população a utilização de locais onde não há presença de equipes de salvamento aquático e nem guarda-vidas, e muitas vezes as equipes de socorro tem dificuldades de acessar esses locais, onde acontecem a maior parte dos afogamentos.

 Sgt Aurélio orienta para que as pessoas, independente da idade, sempre utilizem coletes salva vidas ao praticar atividades como pesca ou banhos em águas onde não existam guarda-vidas. 

Também que não consumam bebidas alcoólicas antes ou se banhem logo após a alimentação, devido ao risco de congestão alimentar.

 As crianças deverão estar sempre acompanhadas de um maior, responsável e capaz de orientá-las e acompanhá-las.

 Os bombeiros também orientam a população para que evitem locais profundos, sempre levando em consideração a máxima “Água no umbigo, sinal de perigo”.

 Sgt. Aurélio pontua que a incidência de afogamentos é muito grande, independente do número de vidas, é sempre uma perda irreparável para as famílias, por isso é preciso que as pessoas prestem atenção nos cuidados com a prevenção.

 Em caso da pessoa se deparar com um afogamento, a orientação é para que acione imediatamente o serviço de emergência, e enquanto os socorristas não chegam, tente lançar algum material flutuante para a vítima, ou uma corda para resgatá-la.

 Jamais deve se tentar resgatar a pessoa nadando até ela, já que isso exige técnicas avançadas e o risco de aumentar-se o número de vítimas é grande.

 

Veja as mais acessadas