Ex-Prefeito de Ibiam e mais seis são condenados por fraude em concurso público - Radio Tropical FM 99.1
(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
Celular SMS / WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais
Concorra a prêmios! Seja o primeiro
a saber dos sorteios e promoções.

Região Ex-Prefeito de Ibiam e mais seis são condenados por fraude em concurso público

Ex-Prefeito de Ibiam e mais seis são condenados por fraude em concurso público

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) obteve a condenação criminal do ex-Prefeito de Ibiam, Clóvis José Busatto e de mais seis pessoas envolvidas em fraude contra concurso público do Município de Ibiam. As sentenças são resultantes da Operação Resposta Certa, realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) no ano de 2015 em apoio à Promotoria de Justiça de Tangará.

Além do ex-Prefeito, foram condenados a penas de reclusão o ex-Secretário Municipal de Administração e Finanças, Laelcio Antonio Gasaniga; o ex-Vereador Gelson Luiz Trevisol; e as candidatas beneficiadas pela fraude, Delésia Orzatto Micheluzzi, Elibida Cassiano Pocera Gazaniga, Mariza Dalazen Laidnes e Elisiane Osório Fagundes.

As denúncias apresentadas pelo Ministério Público - uma ao Tribunal de Justiça, contra o então Prefeito, em função do foro privilegiado, e que no início do ano, com o término do mandato, passou a tramitar na Comarca de Tangará; e a outra diretamente na Comarca de Tangará, contra o restante dos réus  -  foram embasadas pelas investigações realizadas pela Promotoria de Justiça de Tangará com apoio do GAECO, que culminaram na Operação Resposta Certa.

De acordo com o Ministério Público, após receber o gabarito do processo seletivo para o cargo de professor, três dias antes das provas, o então Prefeito chamou em seu gabinete o Secretário de Administração e o Vereador, determinando que entregassem as respostas à candidata Mariza.

A tarefa dada pelo Prefeito foi cumprida por Gelson e sua esposa, Elisiane - que também participou do processo seletivo e foi beneficiada pela fraude. Já Laelcio, além de repassar o gabarito à Elibida, sua esposa, que também fez as provas, entregou as respostas à Delésia, em troca de favores sexuais.

Veja as mais acessadas