(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
Celular SMS / WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais
Concorra a prêmios! Seja o primeiro
a saber dos sorteios e promoções.

Curitibanos Ônibus de Treze Tílias que transportava estudantes é assaltado no Paraná

Ônibus de Treze Tílias que transportava estudantes é assaltado no Paraná

Em quinze anos, esta foi a primeira vez que um coletivo da empresa é assaltado

 

A informação foi confirmada pelo proprietário da empresa Alletur para a reportagem da Rádio Tropical, Valcir Leodoro, que lamentou o fato e disse que foi uma surpresa, já que em 15 anos de empresa, essa é a primeira vez que um coletivo é assaltado.

A empresa levava alunos do terceiro ano do Centro de Educação Santa Teresinha (Cest), da cidade de Curitibanos, para uma viagem de estudos em São Paulo, quando foi assaltado por volta da 1h30, em Campina Grande do Sul (PR), enquanto seguia viagem de estudos para São Paulo.

De acordo com os motoristas João Ezequiel e Luiz Gonzaga, da empresa Alletur, de Treze Tílias, responsável pelo transporte dos estudantes, um dos quatro homens armados com pistola disparou um tiro contra a janela esquerda do motorista, enquanto os demais forçaram a parada do veículo.

Os motoristas revelaram que os criminosos aparentavam ser bastante jovens, algo entre 18 anos e se mostraram muito nervosos durante toda a ação.

Luiz salientou que a ação foi muito rápida e durou cerca de 15 minutos. Enquanto os assaltantes pegavam pertences dos passageiros, João conduziu o ônibus por cerca de 15 quilômetros até a parada.

O motorista relatou ainda que os assaltantes pensaram que se tratava de um ônibus com lojistas, e ao identificarem que tratavam-se apenas de estudantes, ficaram ainda mais nervosos, mas mesmo assim seguiram com o plano.

Emocionados com o retorno, os alunos foram recepcionados pela direção da escola e pelos pais na manhã de hoje, já que logo após o ocorrido, o ônibus cancelou a viagem e iniciou o retorno a Curitibanos. Os motoristas devem chegar na tarde de hoje (24), em Treze Tílias.

 De acordo com a mãe de uma das estudantes Graciela Camargo dos Santos, a filha Maria Julia, 17 anos, e os demais colegas estão bastante abalados, mas todos passam bem.

"Minha filha conseguiu esconder o celular, mas boa parte deles teve os aparelhos e dinheiro furtados, pois passariam uma semana em SP para o estudo do meio. Dois deles levaram coronhadas dos assaltantes", explicou Graciela. 

Conforme a diretora do Cest irmã Marina, os pais foram avisados apenas pela manhã a pedido dos próprios alunos que não queriam preocupá-los. "Todo mundo está bem, foi um susto muito grande, mas felizmente estão todos bem. Apesar do trauma, agradecemos a Deus por terem retornado ", destacou a diretora.

O empresário Valcir Leodoro, destacou que os alunos haviam fechado um pacote, que foi pago antecipadamente e por isso não portavam muito dinheiro consigo.

A empresa Alletur prestou toda assistência aos estudantes e já entrou em contato com os hotéis, guias e locais que seriam visitados. Todos se dispuseram a devolver o dinheiro ou remarcar as datas. 

COMPARTILHE NO FACEBOOK

Com informações: Diário do Rio do Peixe

Galeria de Imagens

Veja as mais acessadas