• 49 3537.0980 Telefone
  • 49 9104.0013 Celular SMS / WhatsApp

Joaçaba Única condição para a HAVAN se instalar em Joaçaba é de poder abrir nos fins de semana e feriados

Única condição para a HAVAN se instalar em Joaçaba é de poder abrir nos fins de semana e feriados

A confirmação da vinda de uma megaloja da Havan para Joaçaba foi o assunto do dia nesta quinta-feira (18). No final da tarde, o secretário de Indústria, Comércio e Inovação Michel Avila, e o Procurador Geral do município, Maikel Patrzykot, reuniram a imprensa para falar sobre a negociação.

De acordo com eles, a definição do terreno aconteceu na semana passada, durante reunião entre o diretor-presidente do grupo Havan, Luciano Hang, prefeito Dioclesio Ragnini e a família Pegoraro. A empresa vai se instalar as margens do Acesso Adolfo Zigueli, próximo a Pegoraro.  “Nos mantivemos quietos para não atrapalhar a negociação”, justificou o secretário de Indústria, Comércio e Inovação no início da entrevista.

O Procurador Geral Maikel Patrzykot esclareceu que a única condição que a empresa fez para se instalar em Joaçaba foi a liberação do horário de funcionamento, pois em outros municípios a Havan abre aos finais de semana e feriados. “O prefeito se comprometeu na questão de alterar o horário de funcionamento do comércio, que é regido pela Lei Complementar 137. Estamos analisando essa alteração e o projeto deve ser encaminhado a Câmara de Vereadores no início de junho”, informou. “O compromisso do prefeito Dioclesio é de não atrapalhar a vida do comércio e da Indústria. O Poder Público tem que ser um facilitador”, completou Michel.

Os integrantes da Administração Municipal não acreditam que a vinda da Havan prejudique o comercio local. “Muito pelo contrário. Analisamos outros mercados, como ocorreu em Chapecó com a chegada da Havan, onde o comércio se adequou e hoje atende aos domingos, e todos ganham”, defendeu Maikel. “Qualquer concorrência é salutar, pois faz com que o outro se movimente, deixe a zona de conforto”, acrescentou Michel.

Para o secretário, a escolha por Joaçaba se deu pela comprovada qualidade de vida e pelo potencial do município, que segundo ele, possui hoje o maior adensamento populacional entre a Serra e o Oeste. “Temos de 500 a 600 mil habitantes em um raio de 120 quilômetros, além da BR-282, que traz a circulação de muitas pessoas. O empresário enxergou isso, aliás, os empresários estão vendo Joaçaba com outros olhos, e talvez isso seja fruto da nova administração, de um empresário assumindo a gestão pública”,

O grupo Havan planeja investir de R$ 20 a 30 milhões na megaloja, que contará com praça de alimentação e três salas de cinema, além de outras novidades. A obra deve iniciar em três meses, e vai gerar de 150 a 200 empregos diretos.

Fonte: Caco da Rosa

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor.
As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Notícias Relacionadas