Itajaí decreta emergência após temporal que deixou 3 mortos - Radio Tropical FM 99.1
(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
Celular SMS / WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais
Concorra a prêmios! Seja o primeiro
a saber dos sorteios e promoções.

Itajaí Itajaí decreta emergência após temporal que deixou 3 mortos

Itajaí decreta emergência após temporal que deixou 3 mortos

Mais de 90 ruas e 100 casas foram prejudicados. Algumas escolas ficaram sem aula.

Prefeitura de Itajaí decretou nesta quarta-feira (26) situação de emergência no município por conta do temporal da madrugada de quarta. Balanço preliminar da Defesa Civil indicou que 92 ruas foram afetadas e mais de 100 casas, destelhadas. Algumas escolas não tiveram aulas nesta quarta. Três irmãos morreram eletrocutados.

De acordo com a prefeitura, a área mais prejudicada foi entre os bairros Itaipava e Fazenda. O relatório final dos estragos ainda era elaborado pela Defesa Civil na noite desta quarta. Além dos danos já citados, houve também quedas de árvores e fiação elétrica.

Nesta quarta, a Defesa Civil distribuiu lonas para cobrir as casas destelhadas e as árvores caídas foram removidas com a ajuda dos bombeiros e da Secretaria Municipal de Obras. As rajadas de vento chegaram a 110 km/h, segundo o Corpo de Bombeiros. O registro na estação meteorológica da Defesa Civil, no bairro Cidade Nova, foi de 70 km/h.

 

Decreto

O decreto número 10.945/2017 é válido apenas para as áreas afetadas pelo temporal. A publicação autoriza a prefeitura a convocar voluntários e fazer campanhas para arrecadar recursos. O objetivo também é que as pessoas atingidas possam solicitar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e acionar seguros.

Quem teve prejuízos com o temporal e precisar de apoio, pode procurar os Centros de Referência de Assistência Social (Cras), de acordo com a prefeitura:

 

CRAS Cidade Nova, na Av. Ministro Luiz Galotti, 185 – (47) 3344-4312

CRAS Imaruí, na Rua Blumenau, 1692 – (47) 3348-2298

CRAS Nossa Senhora das Graças, na Rua Almirante Barroso, 450 – (47) 3248-8522

 

Escolas afetadas

Segundo a prefeitura, 11 escolas municipais tiveram danos. O Grupo Escolar Elisa Gessele Orsi, no bairro Fazenda, foi mais prejudicado e ficará fechado até novo parecer. A unidade atende cerca de 160 crianças do pré ao ensino fundamental. Duas salas foram atingidas por quedas de árvores e houve destelhamento e danos no forro das salas de aula.

Nesta quinta (27), a Defesa Civil fará novo laudo para verificar se a escola poderá receber alunos e remanejar, provisoriamente, as crianças para as salas não atingidas.

Outra unidade de ensino, a Rosa Negreiros Cabral, na localidade Volta de Cima, teve as aulas suspensas nesta quarta por conta do destelhamento. Porém, conforme a prefeitura, a situação já foi normalizada. As aulas ocorrem normalmente na quinta.

Mais nove escolas tiveram prejuízos, mas não precisaram suspender o atendimento: Escola Básica Professora Inês Cristofoline de Freitas (Itaipava), Escola Básica José Fernandes Potter (Espinheiros), CEI Professora Alzira Winter (Itaipava), CEI Gabriel Dalago (Baía), CEI Augusto Bento (Km 12), CEI Dayana Maria de Souza (Cidade Nova), CEI Prefessor Eduardo Dadinho Canziani (Cidade Nova), CEI João Sandri (Cidade Nova), Cedin Verde Vale (Fazenda).

Galeria de Imagens

Veja as mais acessadas